sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

No último fim de semana fui fazer a prova do ENEM... chegando lá, tive que ir a coordenação pra resolver uma bronca sobre minha identidade que estava com a foto manchada [maior sufoco]. No meio de minha choradeira, chegou uma menina perguntando onde os adventistas do 7° dia iriam ficar... A coordenadora explicou que seria em outro colégio e ela saiu rapidamente pra não perder o horario.
De noite, aqui em casa, comentei o fato com o meu pai criticando o radicalismo dos adventistas em não fazer nada no sábado, porque caso eles não saibam, aqui vai uma breve explicação sobre a etmologia de 'sábado': Em Hebraico, as palavras para sábado são: (a) SHABBATH, que significa (dia) de descanso’, ‘cessação’, ‘interrupção’.
Logo, meu sábado [meu descanso] pode ser na quarta-feira, ou na quinta-feira, ou no domingo.
Eu entendo que é bom e agrádavel que se guarde um dia da semana pro deus em que você crê, mas não precisa ser o sábado que se convencionou no nosso calendário, até por que o calendário ocidental só veio a existir depois da Criação; e também não precisa usar de radicalismo... Jesus Cristo veio ao mundo pra combater justamente o radicalismo: a lei ser mais importante que o ser humano. Lembram que ele curou num sábado?
Bem... aí meu papi muito inteligente acabou de lascar os adventistas: ''Eles não fazem nada no sábado? Duvido muito que eles passem o sábado sem utilizar o ferro elétrico, ou sem ligar a TV, ou sem pegar um ônibus. Em outras palavras: no sábado eles não trabalham, mas se servem do trabalho dos outros. Em outras palavras novamente: eles é que vão pro céu. O motorista que serve a eles nos sábados que se lasque no inferno.''
E onde está o amor ao próximo, adventistas?!


Haha! Meu blog não é politicamente correto, não uso de eufemismos [e Baião adora isso].
Se você é adventista, aqui vai um conselho: estude mais.
Beijos

13 comentários:

Jesus minha inspiração disse...

Oi querida. Eu sei quem sou, sou um adventista do sétimo dia graças a Deus. Também sei onde estou e porque estou aqui, estou no planeta Terra de de passagem, sou um peregrino em terra estranha. Além do mais sei para onde vou, Jesus disse: "virei buscá-lo, para onde eu estiver você esteja comigo". Eu adoro o Deus criador do Universo, que abençoou, santificou e descansou (cessou seu trabalho de criação) justamente no sétimo dia da semana (leia Gênesis 2:1 a 4). Além do mais, para seu esclarecimento, a guarda do sábado é o quarto mandamento da Lei de Deus (leia Êxodo 20:8 a 11). Neste mandamento diz claramente que "o sétimo dia é o sábado do Senhor Teu Deus). Quer dizer, o sábado é um dia especial para adoração a Deus, é um dia que Deus dedicou exclusivamente para tal mister. Portanto o homem não tem autoridade nenhuma para mudar a adoração a Deus para outro dia, se o fizer, estará desobedecendo a uma ordem divina. Além do mais, sou um estudioso da Bíblia, sou formado em Teologia e também, sou advogado. Não sou nenhum ignorante no assunto. Deus te ilumine. Abração.

Srt Prika Cabral disse...

Primeiramente, obrigada pelo comentário.
Mas no texto esclareci a etmologia da palavra sábado e comentei que radicalismo é uma coisa que Jesus mesmo veio quebrar quando ele não deixa a mulher ser apedrejada, quando cura no sábado e etc.
O importante não é guardar nosso sábado convencionado. O importante é guardar um dia da semana pra Deus.
E se seu trabalho só te der folga no domingo? Ou na quarta?
Eu acho que o que Deus quer de nós é muito mais que ficar presos a detalhes. Beijos

Jesus minha inspiração disse...

Acho que quem não entendeu foi você, ou você ler e não entende a Bíblia ou não ler e repete o que os outros pensam, entendem e simplesmente repete o que eles dizem sem tentar saber o que é a verdade ou a mentira. Primeiro: A Bíblia diz o que o "Único que é imutável é Deus" Segundo: O mandamento do sábado está escrito na Lei dos Dez Mandamentos (é o quarto mandamento)e esta é a chamada Lei Moral. Terceiro. A lei que Jesus aboliu quando Ele morreu na cruz foi a Lei Cerimonial (aquela que matava cordeiros e que apontava para a morte de Cristo, João disse acerca de Jesus: "Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado mundo"). Quarto: Jesus mesmo disse acerca da Lei Moral: "Vim para obedecer, e não abrrogar (que é destruir, invalidar), Jesus também disse, acerca dos Dez Mandamentos: "Que pode passar o céu e a terra, mas nem um "i" ou um "til" será tirado da lei". Concluíndo: Como Deus não muda, Sua Lei (que é a expressão do Seu caráter) jamais mudará. "Deus não é como o homem", que muda de idéias, de caráter, etc. O sábado, como um dos mandamentos, é "um detalhe" que Deus quer que obedeçamos. Radicalismo é querer mudar o que Deus não quer que mude. Eu entendo qual a relação que a "mulher que ía ser apedrejada" por adultério e Jesus disse para ela: "Vais e não peque mais" e o mandamento da guarda do sábado. Ambos são mandamentos da Lei Moral de Deus (leia Êxodo 20 ) e ambos são mandamentos que devem ser obedecidos. Quando Jesus disse: "Vais e não peques mais" Jesus estava dizendo aquela mulher, "vai e obedece à Deus" Jesus Também disse: "Se me amais guardareis meus mandamentos" (João 17). SE Deus muda, SE Deus não quer mais que obedeçamos SEUS mandamentos, então vamos desobedecer todos os outros mandamentos, os que proíbem adulterar, matar, não honrar pai e mãe, cobiçar as coisas do próximo etc. Eu creio que Deus é coerente, não iria pedir um absurdo desses. Só queria te esclarecer o que a Bíblia ensina e não o que os homens querem praticar. Deus te ilumine. Abração.

Prika disse...

Mas você concorda comigo que a Lei de Moiséis [que foi dada por Deus] dizia que ela teria que ser apedrejada? Então qual o motivo de Jesus não deixar que ela fosse apedrejada?
Eu respeito todas as religiões, e interpretação da Bíblia é algo muito individual.
Tem pessoas que acham que Jonas foi, de fato, engolido por um peixe. Outras acham que aquilo é uma matáfora. E assim segue.
Deus não muda e sua lei também não muda, eu só quis que entendessem que o sábado a que Deus se referiu ao final da Criação não é o sábado convencionado em nosso calendário.
Em outras palavras: Guarde o seu dia de descanso para o Senhor.
Ah! E eu leio a Bíblia sim, todos os dias.
Luz.

Prika disse...

Ah... e tem muitas pessoas [que não é seu caso, eu espero] dentro de determinadas religiões que se prendem tanto a esses detalhes ínfimos que se esquecem do amor ao próximo, da caridade, do 'bom dia' ao ajudante de serviços gerais...
Acho que Deus quer muito mais de nós que apenas guardar sábado.
Um grande beijo

Jesus minha inspiração disse...

Jesus confirmou o que a a Lei Moral, os Dez Mandamentos já dizia, isto é, que o cumprimento da Lei (dos Dez Mandamentos) é "amar a Deus sobre todas as coisas" que corresponde guardar os quatro primeiros mandamentos (inclusive a guarda do sábado, que é o quarto mandamentos) e o segundo grande mandamento, que é "amar ao próximo como a mim mesmo", o que corresponde guardar os outros seis mandamentos. Deus, nem muito menos Jesus, invalidou a Lei dos Dez Mandamentos. Quanto às Leis Civis dadas por intermédio de Moisés, conforme você cita, que a mulher pega em adultério deveria ser apedrejada e também, nos casos de divórcio (que o homem deixava sua mulher por qualquer motivo), Jesus deu a seguinte explicação, que foi devido a dureza dos corações do antigo Israel, que Deus permitiu que se fizesse aquilo. Na Bíblia todos precisam fazer distinção entre as Leis Civis (dadas ao antigo Israel), a Lei dos Dez Madamentos (escrita pelo próprio Deus, ela é eterna) as Leis Cerimoniais (que tinham a ver com os sacrifícios de animais, que apontavam para a vida e, morte de Jesus na cruz) e que foi abolida quando Jesus morreu na cruz, pois Jesuz cumpriu todo este ritualismo e, ainda existiam as Leis de Saúde (que apontava quais animais deveria ou não comer e como deveria ser o cuidado com os doentes). Quando lemos a Bíblia percebemos o quanto Deus é minucioso, como Deus é detalhista, isto significa que Deus não não desculpará o menor desvio de conduta, isto significa que Deus é como o homem, que engole um elefante e se deixa engasgar por um mosquito. Para Deus o pecado (transgressão da Lei Moral) de qualquer tamanho, será sempre pecado. Vale salientar que Jesus morreu para nos salvar DO pecado(quando nos arrependemos e pedimos perdão). Muitos, no entanto, acreditam erroneamente que Jesus salva NO pecado. Meu alerta é que não se faça confusão ou que se misture as diversas leis dadas, através de Moisés, ao antigo Israel. A Lei Moral, os Dez Mandamentos, escrita por Deus e não por Moisés, ela é eterna. Ja,ais será abolida. Podemos obedecê-la unicamente quando nos rendemos completamente aos cuidados e proteção divinos. Deus te ilumine.

Jesus minha inspiração disse...

CORRIGINDO ESTA PARTE:

Quando lemos a Bíblia percebemos o quanto Deus é minucioso, como Deus é detalhista, isto significa que Deus não desculpará o menor desvio de conduta, isto significa que Deus NÃO é como o homem, que engole um elefante e se deixa engasgar por um mosquito. Para Deus o pecado (transgressão da Lei Moral) de qualquer tamanho, será sempre pecado. Vale salientar que Jesus morreu para nos salvar DO pecado(quando nos arrependemos e pedimos perdão). Muitos, no entanto, acreditam erroneamente que Jesus salva NO pecado. Meu alerta é que não se faça confusão ou que se misture as diversas leis dadas, através de Moisés, ao antigo Israel. A Lei Moral, os Dez Mandamentos, escrita por Deus e não por Moisés, ela é eterna. JAMAIS será abolida. Podemos obedecê-la unicamente quando nos rendemos completamente aos cuidados e proteção divinos. Deus nos ilumine.

Prika disse...

Eu entendo sua posição e, sinceramente, esse post não foi feito com a intensão de abalar a fé de ninguém.
Política, religião e futebol são temas de discursões que, na maioria das vezes, não nos leva a nada.
Bem... existem outros posts pra tirar minha imagem de loba mal :)
Muita luz pra você

Jesus minha inspiração disse...

Não me sinto abalado em minha fé. Apenas quis esclarecê-la, que "há mais coisas entre o céu e a terra do que a nossa vã filosofia imagina." Abração.

Luciana disse...

Minha Pri,
A saudade é inevitável, faz parte do viver.A vida é feita de separações,já que nada é definitivo. É preciso que ciclos sejam encerrados para que outros tenham início; cada um terá seus encantos, alegrias e decepções.
Todas as coisas que vivemos, boas ou más,estarão sempre conosco, em um cantinho do cérebro,ou- usando mais o lírico que o racional-em um cantinho do nosso coração. Sendo assim, jamais nos afastaremos, jamais diremos adeus,estaremos sempre ligadas pelos laços da recordação, do carinho e da ternura.
Adorei conviver com vc e com toda essa turma linda do terceiro ano.Encontrar-nos-emos, certamente, pelas "VEREDAS" da vida.
Muita sorte, muito juízo, muita saúde e sensatez.
Conte sempre comigo, Pri!
Bjo no coração!
LU

Srt Prika Cabral disse...

afinal quem escreveu a biblia? Deus desceu e pegou um ponteiro e uma pedra e escreveu palavra por palavra??? vejo a biblia com um ponto de partida para o conhecimento mais nós criamos nosso destino e há muito espaço entre ceu e terra!! a fé de cada um é importante mais a hipocrisia toma conta nos idas de hoje e se utilizam deste meio para usurpar das pessoas! acredito q Deus pór ser um ser tão sublime não iria apedrejar nem o maior dos criminosos, somos capazes e auto-suficientes para entender o q é certo e errado, e assim guiar nosso livre arbitrio!


POR Flávio

Jesus minha inspiração disse...

Na Bíblia a única mensagem escrita pelo "dedo de Deus" (isto é, pelo próprio Deus) foram os Dez Mandamentos (Êxodo 20, o quarto mandamento manda guardar o sábado)). Todo o resto da Bíblia foi escrita "por homens santos, inspirados pelo Espírito de Deus", segundo nos diz o apóstolo Pedro. Deus nos deu o livre arbítrio, podemos fazer escolhas sozinhos ou pedir a orientação de Deus. Mas temos que entender que Deus, sendo o nosso Criador, tem direitos e deveres para conosco. Isto é, não somos donos do "nosso nariz", um dia teremos que prestar contas ao Criador. Quer queiramos ou não, quer duvidemos ou creiamos. A prestação de contas para com Deus independe de nossa vontade. (É o que chamamos do "Dia do Juízo"). O senso do que é certo e errado foi Deus quem colocou em nossa mente e coração, mas que foi "entortado" devido a entrada do pecado em nosso mundo. Sendo assim, nosso "bom senso" não é um guia infalível para sempre fazer escolhas corretas. Você tem razão quando fala na hipocrisia dos seres humanos, é um defeito que Jesus mais combateu. Veja suas conversas com os fariseus (na Bíblia, claro). O nosso conforto é que não vamos prestar contas no lugar de ninguém, apenas de nós mesmos. A Bíblia contêm princípios de vida, devemos lê-la com este propósito. Os dez mandamentos são princípios de vida. Deus nos ilumine.

Siga a Bíblia disse...

Veja os comentários sobre os frutos do Espírito Santo em meu blog (amor, paz, paciência, amabilidade etc.), creio que você vai gostar. Abraço